Satélite SPOT

3
Fonte: EMBRAPA *

A série de satélites SPOT é controlada pela empresa francesa SpotImage. O projeto foi iniciado no final da década de 70 sob liderança dogoverno francês, pelo Centre National d´Etudes Spatiales (CNES) e apoioda Suécia e Bélgica.

Os satélites da família SPOT foram desenhados para operar com sensoresópticos, em bandas do visível, infravermelho próximo e infravermelhomédio. Ao todo foram lançados 5 satélites, divididos em três gerações,de acordo com alterações de suas cargas úteis.

Os 3 primeiros satélites da série SPOT (lançados em 1986, 1990 e 1993) levaram a bordo sensores HRV idênticos, capazes de oferecer resolução espacial de 10m e 20m em modo pancromático e multiespectral, respectivamente. O quarto satélite, lançado em 1998, inovou com o acréscimo do sensor VEGETATION e alterou alguns parâmetros do sensor HRV, transformando-o no sensor HRVIR. O quinto satélite da série foi lançado em 2005, com três tipos de sensores a bordo: HRG (evolução do sensor HRVIR com aumento na resolução espacial das imagens e retorno do canal pancromático), o sensor VEGETATION-2 (idêntico ao seu antecessor) e o novo sensor HRS especializado em adquirir imagens stereo.

Hoje (2009) a plataforma do SPOT opera com três satélites (2, 4 e 5) e oferece imagens com resoluções espaciais que variam de 2,5m a 20m. Atuando em conjunto e devido à capacidade de visadas dos sensores, a série fornece imagens das regiões de interesse em intervalos de 1 a 3 dias e é interessante por sua versatilidade na disponibilidade de imagens, na frequência e tamanho das áreas imageadas, na disponibilidade de vários níveis de correção e na possibilidade de programação de imageamento.

As imagens SPOT possuem aplicações nas mais diversas áreas científicas e comerciais, no monitoramento de fenômenos e recursos naturais, acompanhamento do uso agrícola das terras, apoio ao monitoramento e definição de áreas de preservação, atualização de mapas e cartas, entre outros.

Principais Sistemas Sensores – Sensores Orbitais

HRV (High Resolution Visible)
Satélites SPOT-1, SPOT-2 e SPOT-3

Os sensores HRV foram lançados a bordo da primeira geração de satélites da série SPOT. Foram projetados para adquirir imagens no modo pancromático e multiespectral, nas faixas do visível, infravermelho próximo e infravermelho médio. À bordo de cada satélite da série foram alocados dois instrumentos HRV que atuavam em conjunto na aquisição de imagens. Atualmente (2009), os sensores HRV lançados a bordo do SPOT-2 continuam em operação. Devido à possibilidade de realizarem visadas em planos oblíquos verticais em ângulos de até 27º, o imageamento permite a obtenção de imagens em estereoscopia, além possibilitar a diminuição do período de revisita.

HRVIR (High Resolution Visible – Infrared)
Satélite SPOT-4

Os sensores HRVIR foram lançados a bordo do satélite SPOT-4. Possuem algumas mudanças em relação à versão anterior (HRV), como o acréscimo de uma banda no infravermelho médio, com 20 m de resolução espacial (B4) para viabilizar mapeamentos na área de geologia e monitoramento de vegetação. Além disso, o canal pancromático foi substituído pelo canal M (com comprimento de onda idêntico ao estabelecido na B2 mas com resolução espacial de 10m). O satélite SPOT-4 levou a bordo dois sensores HRVIR para atuarem em conjunto, adquirindo imagens da mesma região de interesse ou de regiões distintas, simultaneamente.

HRG (High Resolution Geometric)
Satélite SPOT-5

Dois sensores HRG foram lançados a bordo do satélite SPOT-5 e evoluíram a partir dos sensores HRVIR. As imagens adquiridas no modo multiespectral passaram a oferecer resolução espacial de 10m (com exceção da banda do infravermelho médio com resolução de 20m); a banda pancromática foi reativada com intervalo espectral semelhante ao estabelecido no sensor HRV e resolução espacial de 5m. As duas câmeras que operam no modo pancromático podem adquirir imagens do mesmo ângulo e permitem, por meio de interpolação, a disponibilização de imagens com 2,5 metros de resolução espacial.

VEGETATION e VEGETATION-2 Instruments
Satélites SPOT-4 e SPOT-5

O projeto do sensor VEGETATION foi financiado pela União Européia e desenvolvido pelo CNES em parceria com a Bélgica, Suécia e Itália, sendo lançado pela primeira vez a bordo do satélite SPOT-4. O sensor atua no monitoramento de mudanças ambientais, especializado em oferecer dados sobre cobertura vegetal e também com canais voltados ao estudos oceanográficos e correção de efeitos atmosféricos. O sensor VEGETATION-2 possui as mesmas configurações do antecessor e foi desenhado para possibilitar continuidade na aquisição de dados dessa plataforma. É capaz de fornecer imagens obtidas em um só dia (primárias) assim como obtidas em intervalos de 10 dias (sintéticas).

HRS – (High Resolution Stereoscopic)
Satélite SPOT-5

O sensor HRS foi lançado a bordo do satélite SPOT-5 e projetado especificamente para atuar na obtenção de imagens stereo para geração de MDE (Modelo Digital de Elevação) e viabilizar a produção de imagens ortorretificadas.

3 Comentários

  1. Olá, Jorge
    Gostaria de saber se os satélites SPOT-2, SPOT-4, SPOT-5 continuam ativos até hoje (2017)?
    E se houve lançamento de mais algum?
    Agradeço desde já!

  2. Boa noite,
    Gostaria de uma imagem de 1986, do Município de Santo Antônio do Pinhal, sp. É possível conseguir esta imagem, necessito provar que existia uma construção….

    Desde já agradeço

    • Olá Rodrigo,
      Tudo bem?
      A empresa HEX é representante da Airbus no Brasil e pode te enviar um orçamento (sem compromisso) das imagens de alta resolução como Plêiades (0,5 m) e Spot (2,5 m). Envie um email para contato@hexgis.com que eles te responderão o mais breve possível. Para facilitar a pesquisa envie juntamente com seu email a área de interesse, pode ser no formato kml ou shapefile.

Leave a Reply to Rodrigo Cancelar Resposta