Ferramentas GDAL: Programa nearblack

1

Essa dica pode ser útil para as pessoas que realizam trabalhos com imagens de satélite continuamente. As ferramentas GDAL tem aumentado a produtividade do meu trabalho de forma significativa. Hoje vou escrever sobre o funcionamento do programa nearblack (próximo ao preto).

http://www.gdal.org/nearblack.html

Sobre o algoritmo nearblack

Programa utilizado para rastrear e ajustar pixels com valores próximos ao preto (ou ao branco). Algoritmo excelente para corrigir distorções de compressão na bordas de imagens SID, JPG e fotografias aéreas.

Instalação

Para ter acesso ao algoritmo nearblack, instale o FWTools.

Linha de comando simples

nearblack -o raster_de_saida raster_de entrada

Exemplo de aplicação: Correção de bordas escuras em arquivos JPG

1 – Quickview de imagens do satélite IkONOS para emissão de relatório de pesquisa:

2 – Quickview IkONOS com valores de pixel NoDATA alterados para zero: surgem pixels com problemas no interior e nas bordas das imagens (clique para ampliar a visualização):

Processamento de um único arquivo

nearblack -o D:/raster_saida.jpg D:/raster_entrada.jpg

Resultado:

Processamento em Lote (Batch Processing)

Rotina para execução do algoritmo nearblack em todos os arquivos armazenados em uma determinada pasta. No Windows, digite o seguinte comando na janela FWTools:

for %i in (*.jpg) do nearblack -o %~ni.jpg %i

* No Unix, talvez seja preciso criar um script shell para executar essa rotina.

Resultado:

Quickviews de imagens de satélite são miniaturas das imagens originais empregadas para visualização do acervo de uma determinada operadora internacional. Essas pequenas imagens são compactadas ao extremo e  podem ser catalogadas no relatório da pesquisa. Para evitar que a visualização da área NoDATA atrapalhe o seu trabalho, modifique a cor de plano de fundo do SIG para zero. Não haverá problemas de pixels escuros distribuídos na área de sobreposição dos Quickviews porque o algoritmo nearblack corrigiu os problemas nas bordas das imagens (clique para ampliar):

Adicionar sufixto para novos arquivos

No modo batch, use sufixos nos arquivos de entrada e saída através do seguinte comando:

for %i in (*.jpg) do nearblack -o %~ni_small.jpg %i

O sufixo “_small” será adicionado ao final de cada arquivo gerado.

Outro exemplo de aplicação do algoritmo nearblack

  • QuickView de imagem RapidEye antes do algoritmo nearblack

  • QuickView de imagem RapidEye após o algoritmo nearblack

Nearblack no Quantum GIS

Você pode utilizar a interface gráfica do Quantum GIS para executar algoritmos GDAL. O programa nearblack é um deles.

O algoritmo nearblack é util para corrigir distorções de equalização de imgens e compactação de arquivos ECW e outros formatos.

DEIXE UMA RESPOSTA