Gimp 2.8: Criação de Máscara Raster Binária

8

A máscara binária é um raster em duas cores usado para gerar contornos vetoriais sobre a imagem original. Veja como é fácil gerar uma máscara no Gimp.

1 – Carregue o arquivo GeoTIFF no Gimp. No menu Cores, selecione a opção Limite:

2 – Estabeleça o intervalo 1 – 255 (veja a imagem abaixo):

Resultado

Raster Original

Raster com Limite de 1 – 255

Agora que temos um raster com duas cores apenas (0 (preto) e 255 (branco), por isso chamamos essa imagem de binária), não precisamos mais do canal RGB.  Clique no menu Imagem – Modo – Tons de Cinza.

 

Salve a máscara como arquivo TIFF através do menu Arquivo – Salvar Como.

Restaurando as Informações Geospaciais do Arquivo

Como o Gimp não trabalha com leitura de arquivos GeoTIFF, você pode utilizar o programa listgeo para extrair o arquivo Worldfile do raster original. Esse programa também pode ser executado no conjunto de ferramentas FWTools

Em ambiente Linux, você pode instalar o programa listgeo através do seguinte comando:

$ apt-get install geotiff-bin

A execução é simples:

$ listgeo -tfw RASTER_ORIGINAL.tif

Faça uma cópia do arquivo TFW extraído do raster original e modifique o nome desse arquivo para que a máscara criada possa associar as informações espaciais do arquivo original:

 A partir de agora você pode gerar o polígono no SIG.

Máscara Binária no formato GeoTIFF

Conversão de Máscara para Shapefile

Edição do Shapefile com exclusão das áreas de background:


Envie suas sugestões e dicas para o e-mail procdigital@gmail.com

8 Comentários

  1. Jorge, muito bom o post. Parabéns. O melhor de tudo foi saber que existe o ListGeo para recuperar as informações do georreferenciamento; e ainda mais, versão para Linux. Mais uma vez parabéns.

  2. Jorge

    Vejo que usas QGIS e Linux. Dois pontos a teu favor para assinalar-te que não precisas o Gimp nem ListGeo nem FWTools para a criação da máscara raster binária. Habilitas o plugin de GRASS em QGIS e já tens toda a funcionalidad para produzir a mascara mesmo dentro do QGIS. E muito mais fácil.

  3. Carregados vectorial (máscara, v.in.ogr.qgis) y raster_original (r.in.gdal.qgis) em QGIS-GRASS:

    Execução de comandos na shell de GRASS:

    v.to.rast input=vectorial value=1 output=vectorial_raster use=val
    r.mapcalc mascara=”if(vectorial_raster,raster_original)”

    Abraço, Jose Guerrero Alves

    • Obrigado por enviar o comando GRASS! Agora entendi: você nos ensina como recortar um raster com vetor através do GRASS. Assim tudo bem. A máscara server para criar um contorno sobre o raster original quando não temos um vetor, certo?

      Valeu José Guerreiro!

      Jorge Santos

DEIXE UMA RESPOSTA